Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI)

DMRI

A mácula ocular é uma pequena área da retina que é responsável pela percepção dos detalhes da nossa visão. Quando ela se desgasta, aí temos a Degeneração Macular. Existem várias causas que podem provocar este desgaste; um destes motivos é o avanço da idade.

A Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) está associada ao desgaste natura da retina, provocado pelo envelhecimento natural das células.

A DMRI é a maior responsável pelos casos de cegueira irreversível entre pessoas acima dos 60 anos de idade. O principal sintoma é queda no campo visual, quando o paciente percebe uma mancha escura e distorções na visão central.

Assim, ela acomete de 6 a 10% das pessoas entre 65 – 74 anos e de 19 a 30% das pessoas com idade acima de 75 anos. Estudos indicam que existam 2 milhões de novos casos por ano no Brasil.

Existem dois tipos de DMRI: a forma atrófica (chamada também de DMRI Seca) e a forma exsudativa (chamada também de DMRI Úmida).

A DMRI Seca é mais comum, sendo responsável por pelo menos 90% dos casos da doença. Neste tipo, a doença ataca a área central da retina, incluindo a mácula, gerando as distorções do campo visual central.

Já a DMRI Úmida, apesar de mais rara, é também mais severa. A causa para o desgaste retiniano está no crescimento de novos vasos sanguíneos ruins por baixo da retina, que costuma vazar sangue e líquidos sobre as células da retina, danificando os fotorreceptores. A grande maioria das ocorrências de perda total de visão associadas à DMRI (cerca de 90%) são provocadas pela forma úmida da doença.

Fatores de Risco da DMRI:

  • Idade: especialmente acima dos 60 anos;
  • Fatores Genéticos: cerca de 20% dos pacientes de DMRI apresentam histórico familiar positivo para a doença;
  • Etnia e Pigmentação: esta doença têm  maiores índices de ocorrência entre pessoas de etnia caucasiana, mais particularmente pessoas que têm olhos azuis;
  • Tabagismo: fumantes são até 3 vezes mais propensos a desenvolver a doença;
  • Obesidade: pessoas com sobrepeso apresentam mais chances de desenvolver a doença mais cedo, e com maior rapidez na progressão;
  • Hipertensão Arterial: pessoas com pressão sanguínea alta têm mais propensão a desenvolver a doença;
  • Exposição a Raios UVA e UVB: exposição prolongada ao sol, sem a devida proteção aos olhos, também aumenta o risco de ter a doença;
  • Mulheres: o número de casos entre homens e mulheres é bastante parelho, mas há uma maior incidência da doença entre mulheres.

A DMRI é tratável. Normalmente a forma de tratamento mais usada é a suplementação vitamínica com antioxidantes, visando retardar o envelhecimento das células da retina. Mas o oftalmologista do Hospital de Olhos do Vale especializado é quem pode definir a melhor forma de tratamento, dependendo das características de cada caso.

Para saber mais sobre os tratamentos disponíveis, clique aqui.

Nós, do Instituto de Olhos do Vale, estamos à disposição se você quiser tirar dúvidas sobre a doença e seu tratamento. Agende uma consulta com o oftalmologista em Cruzeiro- SP, e mantenha a saúde dos seus olhos em dia.

Quer saber mais sobre as doenças oculares? Acesse a Área de Atendimento e entre em contato conosco. Se preferir, ligue (12) 3211-9010