Entrópio

entropio

Entrópio é o nome dado quando a borda das pálpebras, mais comumente a pálpebra inferior, vira-se para o interior do olho, fazendo com que os cílios raspem a córnea e o globo ocular, provocando danos abrasivos.

O Entrópio causa irritação, sensação de areia ou corpo estranho nos olhos e lacrimejamento constante, além de poder gerar úlceras de córnea.

Assim como acontece no Ectópio, o Entrópio pode ser de dois tipos: Congênito ou Adquirido.

Congênito:

É considerado raro e presente desde o nascimento.

A criança que nasce com Entrópio precisa de acompanhamento oftalmológico especializado contante e desde o primeiro ano de vida.

Normalmente, o Entrópio Congênito não causa sintomas ou alterações na córnea da criança, e tende a melhorar espontaneamente.

Adquirido:

O Entrópio Adquirido pode ser subdividido em dois tipos, de acordo com as causas:

Involucional: é a forma mais comum do entrópio e ocorre por alterações das estruturas palpebrais relacionadas ao processo natural de envelhecimento.

Cicatricial: é desencadeado pela retração da lamela posterior (externa) da pálpebra, geralmente desencadeado por queimaduras químicas, penfigoide, tracomas ou síndrome de Stevens-Johnson.

Tratamento do Entrópio

Geralmente, o tratamento do entrópio é feito através de procedimento cirúrgico em associação com tratamentos medicamentosos.

O objetivo do procedimento cirúrgico pode usar técnicas variadas para reposicionar a borda da pálpebra e diminuir as complicações oculares relacionadas.

Nós, do Instituto de Olhos do Vale, estamos à disposição se você quiser tirar dúvidas sobre a doença e seu tratamento. Agende uma consulta com o oftalmologista em Cruzeiro- SP, e mantenha a saúde dos seus olhos em dia.

Quer saber mais sobre as doenças oculares? Acesse a Área de Atendimento e entre em contato conosco. Se preferir, ligue (12) 3211-9010