Epífora (Lacrimejamento)

lacrimejamento

Epífora é o nome dado para o Lacrimejamento, que é o excesso de produção de lágrimas, que ficam retidas no filme lacrimal que protege o olho.

A lágrima é extremamente importante para o processo da visão, pois ela mantém as estruturas do olho sempre úmidas, garantindo seu bom funcionamento.

O Lacrimejamento pode ser agudo ou crônico, e é preciso saber diferenciá-los.

A Epífora Aguda aparece associada a algum problema nas estruturas oculares, como presença de corpo estranho (o famoso “cisco no olho”) ou conjuntivite alérgica. A produção de lágrimas começa de forma abrupta e tende a se dissipar depois que a causa é tratada.

Já nos casos de Epífora Crônica, os pacientes apresentam excesso de lágrimas de forma constante e mais intensa, chegando até mesmo a escorrer pela face.

Os sintomas da Epífora podem ser potencializados devido a fatores externos, como frio, vento, tempo seco, privação de sono ou fatores emocionais.

Em alguns casos, o excesso de lágrima pode diminuir a acuidade visual e provocar danos abrasivos nas pálpebras devido à repetição excessiva do ato de enxugar os olhos.

Causas associadas ao desenvolvimento da Epífora:

  • Ectrópio, ou Anormalidades Palpebrais:
    Problemas na mecânica muscular das pálpebras podem levar ao comprometimento da drenagem das lágrimas. Nestes casos, a pálpebras precisa ser corrigida através de cirurgia;
  • Obstrução de Canal Lacrimal:
    É o nome dado quando há uma barreira que impede a drenagem da lágrima para os canais lacrimais. Este tipo de obstrução pode acometer crianças e adultos, sendo que em crianças, a condição é geralmente congênita. Em adultos, é mais comum em mulheres com idade acima dos 40 anos de idade. A correção desta obstrução é feita através de uma cirurgia chamada dacriocistorrinostomia, em que é criado uma nova via lacrimal para a drenagem do líquido.
  • Alterações da superfície ocular: patologias oculares como blefarite, instabilidade de filme lacrimal e olho seco, podem provocar lacrimejamento por reflexo. O quadro melhora com o tratamento clínico da causa.
  • Desordens neurigênicas: são relacionadas a problemas nos nervos oculares ou faciais, como compressão do nervo lacrimal ou regeneração errada de nervos faciais depois de algum trauma.

Nós, do Instituto de Olhos do Vale, estamos à disposição se você quiser tirar dúvidas sobre a doença e seu tratamento. Agende uma consulta com o oftalmologista em Guaratinguetá- SP, e mantenha a saúde dos seus olhos em dia.

Quer saber mais sobre as doenças oculares? Acesse a Área de Atendimento e entre em contato conosco. Se preferir, ligue (12) 3211-9010